7º RAF


 Que a mais pura verdade seja dita: nem meus amigos ou eu gostamos de ir nesse Ribeirão Anime Fest, cada vez que vamos, piora. Ano passado havia uma barraca com alguns acessórios Lolita (foi onde comprei minha gargantilha de yin yang), mas esse ano... Puf, nada de demais. Esse domingo, dia 25, foi a 7ª edição do evento. Para quem não tem um negócio desses na sua cidade, ou nunca foi no daqui, vou contar como é.


 Desde que eu me mudei para Ribeirão Preto, nunca tinha ouvido falar nesse evento (eu era bem inocente e bobinha) até o ano retrasado. Eu não sou muito fã de anime ou de mangá, só gosto dos meus amores de infância Sailor Moon e Sakura Card Captors, mas mesmo assim dá pra encontrar uma coisa ou outra pra comprar. Sempre tem um desfile de cosplays, competições de alguns videogames (e isso inclui LoL, blé), algumas comidas e as barraquinhas de vendas.

 Olhando assim não parece tão ruim, mas o problema é que a comida e os produtos à venda tem pouquíssima variedade, sempre são os mesmo tipos de coisas dos mesmos animes/desenhos/mangás (sim, desenhos porque sempre tem Hora de Aventura). Até entendo o valor das outras coisas, mas acho que como é um evento voltado à cultura japonesa moderna, esses dois elementos deveriam ser mais fortes.


 Agora vamos falar das pessoas que sempre vejo nesse lugar. Lógico que há sempre amigos, conhecidos e gente legal, mas também há aqueles que absorvem o que há de câncer na Internet. Quem são eles? Uma pequena lista:

- "Rockeiros" que vivem falando mal de funk
- Otakus que levam isso a sério demais
- Pessoa que usa blusa dos memes
- "Gamers" que só sabem discutir se Dota é melhor que LoL
- Cosplayers sem originalidade (Chaves, Pokémon, algum personagem de Hora de Aventura, etc)

 Normalmente, pouca gente se incomodaria, o problema é quando vem uma enxurrada de gente assim e repetidas vezes, começa a irritar.



 Talvez vocês se perguntem por quê eu vou então nesse negócio. E eu respondo (vou falar mesmo sem vocês perguntarem): não há lugares para sair aqui. Eu odeio shopping, então qualquer coisa assim, é bom ir, por mais desinteressante que seja.


 E depois de todas essas críticas, devo dizer que é até legal ir (só não dá pra ficar o dia todo lá), sempre encontro alguma coisa para comprar. Nessa vez, comprei uma blusa linda da Sakura. E há vezes que acontece alguns eventos legais, ano passado eu conheci o Cauê Moura do canal do YouTube Desce A Letra. Enfim, eu só precisava falar desses pontos que tão incomodando faz um tempo, espero que tenham gostado do post!

essa foi a blusa que eu comprei

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...