Minha viagem ao Chile


 Para quem está por fora, eu avisei que ia viajar na página do blog no Facebook. Mas não avisei para aonde eu ia. Passei uma semana no Chile, a maior parte na capital, Santiago, e um dia em Viña del Mar e Valparaíso. Cheguei ontem a tarde de viagem e vou contar sobre como é o Chile.


 Eu cheguei em Santiago mais ou menos às 11h da noite, deu um problema com o avião e tive que ir para o Rio de Janeiro para depois ir para o Chile. Foi bem cansativo, fiquei horas a fio no aeroporto. Mas vamos pular essa parte. O aeroporto internacional de Santiago é bem diferente dos aeroportos do Brasil, é bem mais arrumado, limpo e organizado, mas não tem aquela movimentação de aeroportos como o Guarulhos em São Paulo, o Chile é quase parado em comparação. Inclusive, há propagandas da Claro em todo lugar (sim, a empresa de telefone).


 Santiago é uma cidade linda, muito linda, é bem inspirada na Europa. No subúrbio, não há nada demais, é meio brasileiro até, mas a parte mais central, é de tirar o fôlego. As calçadas são bem largas e cheias de árvores, muitos vão ao trabalho andando ou de bicicleta. Não vi ninguém alternativo, nem uma cor de cabelo diferente, mas vi um número até grande de mulheres e adolescentes usando creppers e coisas estilo tie dye, fora as roupas estilo andino. Os cidadãos também são muito educados e geralmente entendem o que você falar em português, alguns restaurantes têm até desconto para brasileiros.

Shopping Parque Arauco
 No domingo, fui à Cordilheira dos Andes e fiquei maravilhada. Foram duas horas só para subir a montanha e chegar ao Valle Nevado, onde ainda havia um pouco de neve para ver. Chegando lá, a vista valeu a pena todo o tempo e cansaço da subida, era linda de morrer, parecia os cenários do filme O Senhor dos Anéis.


 Já no dia seguinte, fui para Viña del Mar e Valparaíso, cidades costeiras próximas a Santigo, mais ou menos uma hora de carro (tipo São Paulo e Guarujá). Me apaixonei pelo Pacífico, é lindo demais, a cor da água era impressionante. Viña del Mar é uma cidade que a parte linda está no litoral, a arquitetura de alguns prédios era impressionante, tudo era incrivelmente arborizado. Já Valparaíso, era uma cidade mais malcuidada, muitos prédios antigos, lixo no chão, mendigos, quase como o centro de São Paulo.

Viña del Mar
Valparaíso

 Nos dois dias depois, terça e quarta, eu fiquei doente. Fiquei muito triste, queria ir no Museu de La Moda, li que tinha uma exposição da Marilyn Monroe, fora outros pontos históricos e museus que não pude ir. Felizmente, na quarta, eu estava um pouco melhor e consegui fazer algumas compras. Na tarde de ontem, voltei ao Brasil.


 É quase meio óbvio que no Chile haviam muitos pratos com carne e sem arroz e feijão, mas eu senti falta de uma coisa que temos aqui e não percebemos a falta que faz: suco natural. Não tinha lá? Mais ou menos, lá não tem esse negócio de você chegar em um restaurante e pedir um suco natural, a maior parte era Del Vale ou outro suco de caixa (que nem tem fruta, na verdade). Eram raros os restaurantes com sucos assim e eram no máximo dois sabores. Fez uma falta imensa.


 Outra coisa que notei é que há poucas chilenas louras e ainda menos usando marcas como Abercrombie ou Hollister. Elas pareciam se valorizar mais como são e procurar roupas que não fazem propaganda.


Um comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...